Atendemos todos os estados.
Filiais em Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo.
Contato:(21) 2257-0564
Whatsapp: (21) 995264003

11 de mar de 2013

Para não errar na escolha do bufê

Uma coisa que não da para errar seja qual for o estilo do casamento é na escolha do bufê!
Uma escorregadinha neste item e a festa vai por água abaixo, um bom cerimonial e um bom DJ podem até dar uma disfarçada, mas mesmo assim a festa será alvo de comentários por parte dos convidados e familiares.
Para selecionar este serviço, eu fiz uma divisão da minha lista em categorias.

Excelente x Impecável (Boa comida, serviço impecável, organização de dar inveja o cerimonial até esquece que o bufê existe, a comunicação é pelo olhar, nada precisa ser dito já esta tudo providenciado)

É bom porque ta barato e basta!(A comida é boa, o serviço é razoável, mas para chegar perto do perfeito tem que puxar muito o serviço,as falhas do terceirizado rolam bastante e algum dia com um pouco mais de administração vai subir de categoria)

Dizem que é bom mas é engana trouxa... (Canso de ver listinha dos 10 melhores bufês da cidade em revistas de casamento, ai tenho que trabalhar com um outro por acaso do destino e penso "eles pagaram para estar nesta lista".Um desses para a cliente montar um cardápio com 14 itens de coquetel é uma dificuldade porque você não sabe o que é melhorzinho,de 15/20 garçons só 3/4 circulam pelo local quando você vai alertar sobre a lerdeza descobre que os outros 11/12 estão preparando as bandejas e ai quando finalmente sai alguma coisa você vê as pessoas deixando e pensa "era melhor não ter servido comida geralmente é muito fácil cair nas mão desses bufês)

Fazer o que?Eu tava pensando em servir salgadinho mesmo... Geralmente alguns locais bem bacaninhas na zona sul para fazer festas tem o bufê um pouco atrasado, excesso de fritura e coisas simples demais e pior com um preço nada razoável para o que é oferecido. Alguns lerdam quase parando no serviço (literalmente economizam a empadinha) e outros tem excelente serviço.Fazer o que?

Dentre essas categorias não falamos de valores... mas nem tudo que é caro é bom, nem tudo que é barato é ruim e o famoso BBB(bom bonito e barato) é algo muito pessoal e eu acho que não existe!

Como cerimonialista eu não curto.
Bufê que faz degustação em festa de outro cliente:
Acho isso muito chato a não ser que o decorador e o cerimonial ofereçam, e alguns ainda fazem durante a festa na cozinha e ter pessoas estranhas durante uma montagem ou até na recepção ninguém merece!
Se recusar a fazer coisas que não constam no cardápio:
A cliente pede uma salada, uma massa simples, algo mais simples por ter quantidade x de convidados diabéticos, ou vegetarianos e receber um não consta no nosso cardápio é muito desagradável.
Servir em excesso bebidas trazidas pelos clientes e prender outros itens.
Mais comum do que parece, servir a rodo o espumante e whisk levado pelos clientes e prender itens bobos como cervejas.Pode se tornar pior quando o bufê toma conta do open bar e deixa apenas um garçom para fazer o serviço deixando formar fila.O barato sai caro, open bar de cortesia com um garçom em festa acima de 150 convidados é um transtorno, casamento não é festa open bar de boite que pode ficar um monturo de gente na fila "brigando por um drink" ou você oferece um serviço direito ou não oferece.
Combinar um cardápio e servir outro
Também é mais comum do que devia ser, os noivos vão a duas três degustações do fornecedor para montar o cardápio, fazem o menu bonitinho encomendam todo felizes para colocar nas mesas, e no dia da festa os convidados leem e durante o passar do tempo, cade o Pastelzinho de Feijoada?Cade o Guacamole?Quando os noivos se dão conta, o que acontece em 1 vez em cada 100 festas vem a desculpa, não encontramos o abacate, não encontramos o item X ou Y...Não se proponha a servir e nem ofereça aquilo que você não tem certeza que pode cumprir, ou ofereça com ressalvas, vai poupar comentários negativos.
Chamar os noivos no meio da festa para falar sobre convidados excedentes ou hora extra
Situação mais desagradável que poderia acontecer, podem ter passado 20 ou 30 convidados, 50 ou 60...(não é comum mas acontece}
Chamar os clientes no meio da festa para pegar um cheque é um ABSURDO.
Aplaudo de pé, quando o bufê ao invés de urubuzar, corre atrás do prejuízo mandando funcionários ao mercado, ou aonde for para cobrir o serviço.Essa postura me mostra que acima de tudo eles zelam pelo próprio nome, cobrar após a festa é o correto!


Quando for escolher o seu bufê, converse bastante antes de fechar sobre esses itens colocados acima, coloque todos os pingos nos "I"s , e tenha a certeza de que os donos sabem que o seu evento não é apenas mais um.Coloque seu olhar de noiva atenta a todos os detalhes, na coordenação do bufê principalmente, quando for a festas observe as mesas se estão vazias de copos e comidinhas e se tem circulação de garçons no salão.
Não aceite indicações de "olhos fechados" o que é bom para um não é necessariamente bom para todos e aceite como diferencial um bom atendimento de verdade,e principalmente auxilio para escolha de um cardápio equilibrado e que agrade a gregos e troianos.
Não deixe de perguntar sobre o roteiro gastronômico, como e quando será o serviço.Se tem jantar estabeleça o horário mais adequado para seus convidados e o tipo de festa.Fiquem atentas para que a primeira hora de serviço seja intensa,pois os convidados estão famintos rs!
Não deixe de perguntar se servem na pista de dança, se servem um welcome drink e outras coisas que vocês possam querer fazer, antes de fechar o contrato!


Cito aqui duas situações recentes bem estranhas onde os bufês me impressionaram positivamente.

Casamento no leme tênis clube, fechado para 200 ou 220 pessoas(nem lembro mais) e com 262 pessoas presentes na festa, devido ao pouco espaço a circulação estava bem difícil eu até brincava com a noiva que "parecia um baile funk".
Passando 42 pessoas um bom bufê tira de letra, mas com apenas uma saída de cozinha e um lugar lotado, o serviço poderia falhar, se ainda juntarmos isso a um pessoal bem animado e cervejeiro muita coisa poderia dar errado.
O que eu observei, uma administração da cozinha impecável, a circulação dos garçons parecia orquestrada num lugar que eu tinha dificuldade de andar para onde olhava tinha um garçom atento, serviço rápido não tive dificuldade de pedir o brinde, de pedir qualquer coisa, e em menos de 30 segundos tinha a sensação de estar lá.Ao entrar na cozinha a dona do bufê trabalhava calmamente pedia a uma equipe que comprasse mais cerveja enquanto seu marido explicava aos garçons o que eu teria que explicar a qualquer outro bufê que não estava chegando qualquer coisa a qualquer outro lugar.Pessoas felizes de estarem trabalhando ali, equipe simpática, donos experientes com uma tranquilidade digna de quem sabe o que faz.
Sobre a comida um menu bem pensado, bebida bem gelada e eu nem acredito que eles só cobram o que cobram porque honestamente do início ao fim do atendimento realmente personalizado e atencioso, vale o dobro! Ah e tinham 120 garrafas de espumante, sem open bar eles serviram perfeitamente naum prenderam nada saia mais cerveja, beleza!!!
Então segue o link direto Mel Eventos

E outra situação foi num casamento em agosto do ano passado no salão do fluminense que na semana descobrirmos estar sem banheiro e sem cozinha por conta de obras emergenciais.A responsável pelo bufê foi ao local e ao invés de reclamar, improvisou uma cozinha num lugar distante e aumentou o staff. Para calcular o numero necessário de garçons, copeiros e afins o calculo não é tão simples 200 pessoas por exemplo 20 garçons, deve se levar em conta o local onde será realizado o evento, a distancia entre a cozinha e o ambiente da recepção.A cozinha nesse dia estava muito distante, ela aumentou em 5 garçons e o serviço foi impecável, o Chef e o Responsável estavam muito atentos a todos os detalhes e o atendimento teve rapidez necessária a um bom evento.Passou um pouco a quantidade de convidados também.A comida e bebida são surpreendentes e o roteiro gastronômico sem enrolação facilitando o trabalho de todos,o preço é razoável e com um pouco de conversa e alterando a forma de pagamento consegue ser uma boa opção até para quem não pode gastar neste item. Segue o link direto Pimenta Rosa.


Espero que vocês optem por um excelente serviço com cautela e atenção para ver se o "escolhido" realmente atende as suas necessidades e a de seu evento!









Postar um comentário